domingo, 6 de novembro de 2005

As Inaugurações – Um Desastroso Desperdício de Dinheiro

Ontem foi inaugurada uma nova auto-estrada, que liga Viana do Castelo a Caminha. Polémicas à parte, fico absolutamente siderado com a dimensão das comitivas (e suas respectivas viaturas topo de gama, que nós pagamos e abastecemos) que se deslocam a estas inaugurações e o espectáculo em que estas se transformam.
Existe alguma necessidade, aquando do término de uma obra destas de montar uma tenda (não é uma expressão, é o que agora acontece) para se proferirem alguns discursos, e para que depois toda a classe política e afins possam comer algo (sim, como no anúncio)?
É nestas atitudes que se verifica que a crise não é para todos. A moralização do nosso país político passa precisamente pela conduta similar ao que se traça como rumo para o país…

O problema é o desperdício que se indicou anteriormente, continuou todo o fim-de-semana de passeio, da elite política ao Minho, com direito a ranchos folclóricos e tudo.
E o nosso Presidente da República também teve um fim-de-semana com direito a passeio de helicóptero.
Cada vez mais, temos de ter uma voz activa para que estas atitudes comecem a rarear no nosso “jardim à beira mar plantado”. Mas para isso os portugueses têm de mostrar a sua insatisfação com estes comportamentos.
Como dizia o saudoso Fernando Pessa, "e esta hein!?".

1 comentário:

Space Girl disse...

é verdade td isso e muito maior é o meu choque quando vejo a tabela de salários e reformas das pessoas que passaram 2 anos por um cargo na CGD, ou outros..é impressionante!! Já viram o vencimento do Administrador da TAP?Que exagero!! Se aos miles que ganha por mês tirassem uns miles, ao fim do ano dava para dar um pouco mais aos reformados que vivem com 150-200 euros...é uma vergonha!Já para não falar do vencimento do nosso seleccionador nacional! Para uns tt e para outros tão pouco!! E com isto ainda recebem subsídio de renda de casa!!!! Absurdo!! Anedótico!"