quinta-feira, 6 de outubro de 2005

As Juventudes Partidárias - A Importância do Status

Perdoem mais uma reflexão, mas a mim custa-me muito pensar na realidade política portuguesa, especialmente nesta juventude, que tem MESMO de mudar o panorama político português.Mas, acabamos por ter mais do mesmo!
As Juventudes Partidárias são um espectro muito particular dos partidos portugueses, a maior parte dos nossos visitantes devem-se lembrar deles... são aqueles jovens, todos com a mesma t-shirt, e sorriso amarelo atrás dos candidatos! Mas o que fazem e quem são?
Para começar vamos tentar conhecer esses jovens.
  • Um pequeno grupo, dependendo do partido, mas geralmente poucos, são verdadeiros jovens políticos, isto é, pessoas com ideais, com motivação para melhorar o nosso país e com, e isto é MUITO IMPORTANTE, ideias novas (infelizmente são a minoria);
  • Outro grupo são os que podemos caracterizar como de pequenos políticos, que mais não fazem que tentar imitar os "políticos crescidos", só que como é natural, nem os dotes de linguagem, nem a própria bagagem cultural permitem que a eles se assemelhem. Ou melhor têm pontos em comum: a falta de criatividade e os olhos firmemente fixados no umbigo, ou seja, aguardam a melhor oportunidade para ganharem importância, seja lá no que for;

  • Outro grupo são os filhos dos "políticos crescidos" que como é evidente estão na política, salvo raras excepções, de modo a garantir o seu futuro, e como é evidente utilizam a influência e capacidade financeira dos seus progenitores para ganharem destaque nos meandros políticos.
  • Outros existirão, mas sobre esses falaremos mais tarde...

Dá que pensar... é principalmente neste jovens que se encontra o futuro de Portugal?

Algo vai mal...

2 comentários:

Cosmic Men disse...

Eu diria mais sobre o 2º grupo, são aqueles que geralmente não sobressaem em carreira profissional alguma, que geralmente até chegaram à universidade mas nunca souberam o que realmente queriam fazer da vida, ou pior, que nunca quiseram fazer nada na vida, começam por associações académicas (não são todos os que lá estão claro)apenas para servirem de lambe botas de alguem, ese darem a conhecer, esperam a qualquer momento conhecer alguém com poder e ficar debaixo da sua alçada.
Mais tarde na sua vida politica vão subindo lentamente a base de limpar as botas aqueles que estão um pouco mais acima.


Este é sem duvida um tema que dá para desenvolver imensamente.

Sinistro disse...

Este será seguramente um tópico que será tratado mais vezes no blog.